Dúvidas mais frequentes:

Por quanto tempo é permitido fazer o uso da cinta? 

As cintas modeladoras possuem diferentes tipos de modelos, tecidos e indicações. O tempo adequado para o pós-operatório é diferente a cada tipo de cirurgia e também é dependente da conduta profissional. Esse tempo é variado também dependendo da indicação, sendo elas: modelagem corporal, melhora postural, entre outros. Consulte seu especialista

para te auxiliar quanto ao uso mais adequado.

 

Mas será que as cintas possuem todos esses benefícios mesmo?

As cintas modeladoras oferecem inúmeros benefícios à saúde do usuário e, também, à estética do corpo. Entre os benefícios proporcionados à saúde, é possível destacar: a melhora na recuperação de cirurgias realizadas na região abdominal; a melhora da postura reduzindo dores na região lombar corrigindo assim, vícios posturais, além de serem utilizadas durante a prática de exercícios.

Menores de 18 anos podem usar a cinta?

Especialistas relatam que algumas alterações no corpo antes dos 18 anos podem causar alguns efeitos adversos, já que toda a estrutura física ainda está em formação. Portanto, se você ainda não atingiu essa idade, deve esperar um pouco mais de tempo para usá-la.

Grávidas pode fazer o uso de cintas?

Sim, podem usar a cinta abdominal apropriada para a gravidez, isso porque elas ajudam a “segurar” o abdome e evitar a dor nas costas. Para gestantes, a cinta deve ser confeccionada com tecido mais elástico, sem colchetes ou velcro, o que vai facilitar no ato de vestir, conforme a barriga for aumentando devido à gravidez.

É expressamente proibido o uso da cinta modeladora não projetada para mulher grávida. Se não for adaptado para a gestante os riscos para a mãe e o bebê são variados. Pode causar compressão do útero, da bexiga, e até mesmo, da placenta e do cordão umbilical, colocando em riscos o crescimento do bebê.

É permitido usar a cinta durante a prática de exercícios?

É preciso sempre estar confortável com o uso da cinta, então se você sentir algum incômodo ao usar a cinta durante os exercícios o ideal é suspender durante a prática de atividade física. Contudo, caso você não sinta nenhum desconforto, especialistas indicam o seu uso, pois pode acelerar a queima de algumas gordurinhas que junto com a reeducação alimentar vai se traduzir num benefício mais duradouro. Além disso, pode fornecer alguns limites de flexo-extensão abdominal importantes para evitar lesões.

 

Existem riscos do uso excessivo desse acessório?

Os principais efeitos colaterais estão prisão de ventre e má digestão. Além disso, especialistas afirmam que o uso durante a prática esportiva, se for um modelo muito apertado, pode trazer alterações na respiração e gerar dificuldade de retorno venoso, com risco de inchaço nas pernas e até varizes. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Curiosidades:

Como escolher sua cinta modeladora?

O ideal é que você experimente a cinta modeladora antes de usar, pois ela precisa estar confortável em seu corpo. No entanto, para te auxiliar na hora da escolha separamos alguns tamanhos de cintas para diferentes tipos de corpo:

 

Tamanho PP: Serve para cinturas de 65 a 70 cm

Tamanho P: Serve para cinturas entre 70 e 80 cm

Tamanho M: Serve para cinturas de 80 a 90 cm

Tamanho G: Serve para cinturas de 90 a 100 cm

Tamanho GG: Serve para cinturas de 100 a 115 cm

Para medir a cintura no local certo, curve o seu tronco para o lado e coloque a mão na região que se dobra,

essa é a sua cintura.

Entre os diferentes materiais usados para fabricação das cintas modeladoras, podem surgir alguns questionamentos sobre qual comprar. Se você está buscando por materiais mais resistentes e que mesmo assim ajudem a transpirar, o ideal são as feitas com tecido cetinete ou nylon. Entretanto, é preciso consultar o especialista que indicou o usa da cinta, para que ele possa avaliar qual a melhor opção para você.  

   

Diferença entre cintas modeladoras e corset:

As cintas modeladoras possuem barbatanas mais rígidas e mais flexíveis do que os corsets, geralmente as barbatanas das cintas são feitas de aço flexível, tornando o uso da cinta mais confortável, permitindo fazer exercícios físicos.

O corset é usado para modelar a cintura, já a cinta modeladora faz uma compressão por igual em toda a extensão abdominal e nas costas. O uso frequente do corset é chamado por algumas pessoas de "Tight Lancing" (laço apertado em tradução livre), nele as mulheres usam o corset por muitas horas para que as últimas costelas se "moldem", dando ao corpo o "formato vilão". Essa técnica não é indicada por médicos, por podem acabar afetando os órgãos internos.

 

Contudo, tanto o uso do corset como o da cinta modeladora podem trazer benefícios quando o uso é indicado por um especialista.

A escolha inteligente para suas curvas.